SeadPrev inicia uso do SEI para justificativas de falta

Diretores, superintendentes e demais servidores da Secretaria de Administração e Previdência (SeadPrev)receberam nesta segunda-feira, 15, no auditório da SeadPrev, treinamento e apresentação sobre o Sistema Eletrônico de Informação (SEI). A partir desta semana, todo servidor da SeadPrev que quiser fazer justificativa de falta terá que acessar ao SEI para requerer o abono.  

“Damos o pontapé inicial nessa implantação do sistema na SeadPrev e ganhamos mais celeridade, economia no uso do papel, tudo via digital, com rapidez de resolução das demandas e garantia de segurança na tramitação dos processos”, ressaltou o secretário Ricardo Pontes. 

Atualmente uma portaria em vigor torna obrigatória a participação dos servidores da SeadPrev efetivos, comissionados, estagiários e terceirizados que exercem função administrativa em curso virtual do Sistema Eletrônico de Informação (Sei). Para fazer o login no sistema, basta inserir email institucional e senha, a mesma usada no email. 

De acordo com a superintendente da Escola de Governo (Egepi) e membro do Comitê Central do SEI, Janaína Mapurunga, para ter acesso ao portal SEI, o servidor dever fazer o curso de capacitação disponibilizado pela Escola Nacional de Administração Pública (ENAP).  Neste link.

“Após essa primeira etapa de capacitação virtual, o Comitê Central realizará treinamentos presenciais aos servidores que irão utilizar o sistema do SEI nas secretarias. Vamos mostrar na prática com modelos de processos em ambiente de testes”, adianta.  

O SEI será implantado inicialmente em cinco órgãos. Secretaria da Administração e Previdência (Seadprev), Agência de Tecnologia da Informação (ATI), Controladoria-Geral do Estado (CGE), Procuradoria Geral do Estado (PGE) e Secretaria da Fazenda (Sefaz). Após esse processo inicial, o sistema se estenderá a todos os órgãos do Poder Executivo. 

O sistema de gestão de processos e documentos eletrônicos foi desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) e já foi implantado nos estados de Alagoas, Bahia, Pernambuco, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rondônia e no Distrito Federal. 

Sefaz inicia treinamentos para implantar Sistema Eletrônico de Informações (SEI)

A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) iniciou o treinamento dos servidores sobre o Sistema Eletrônico de Informações (SEI). O sistema foi instituído pelo decreto nº 18.142/2019 e será o responsável por gerir documentos e processos administrativos do Estado. 

“Orientamos a equipe da Sefaz no sentido de agilizar a implantação do SEI, de forma a eliminar o uso de papel na secretaria”, disse o secretário Rafael Fonteles.

Segundo Antonio Manoel Ribeiro, coordenador de implantação do SEI na Sefaz, a primeira parte do treinamento é feito a distância. “Os servidores já começaram a fazer o treinamento virtual, muitos inclusive já concluíram. A previsão é que, até o fim do mês de abril, todos os servidores da Sefaz já tenham concluído o treinamento”, explica Ribeiro.

O próximo passo, segundo o coordenador, é o treinamento presencial. “No treinamento a distância, os servidores só conhecem a ferramenta. No presencial, vamos arregaçar as mangas e criar processos, tramitar em um ambiente de testes que não afeta em nada a administração. Isso deve começar em duas semanas”, adianta Antonio Manoel.

O SEI vai integrar todos os órgãos do Estado para abolir o uso do papel e, com isso, digitalizar todas as demandas, gerando economia e eficiência administrativa. O processo piloto de implantação, além da Sefaz, envolve a ATI, PGE, CGE e Seadprev. “A Seadprev é quem passa as diretrizes em relação à parte de gestão e processual e a ATI comanda a parte técnica”, afirma o coordenador.

A ATI, segundo Antonio Manoel, é o primeiro órgão a digitalizar todos os processos. Na Sefaz, o primeiro setor de processos a ser digitalizado é o de justificativa de faltas dos servidores.

“A nossa realidade é bem mais ampla, pois temos mais de 1.500 servidores a serem cadastrados na ferramenta. Os primeiros processos digitalizados serão de justificativa de falta”, afirma Ribeiro.

“Além do treinamento, estamos apresentando o projeto em todos os setores da Sefaz, nessa quinta-feira (04), por exemplo, apresentamos aos servidores do posto fiscal da Tabuleta”, acrescentou o coordenador.

Todos os servidores da Sefaz devem fazer o treinamento a distância, previsto em portaria assinada pelo secretário da Fazenda, Rafael Fonteles.

Comitês avaliam mobilização para servidores realizarem o curso- SEI

O secretário Ricardo Pontes esteve em reunião nesta quinta-feira, 21, com o comitê central do Sistema Eletrônico de Informações (Sei) e comitê setorial da SeadPrev para discutir ajustes sobre os próximos passos para treinamento dos servidores no uso do sistema.

Há uma portaria baixada recentemente pelo secretário que torna obrigatória a participação em curso virtual do SEI aos servidores efetivos, comissionados, estagiários e terceirizados com função administrativa na SeadPrev. O instrumento normativo estabelece também que a partir do dia 29 de março, o uso do SEI fica obrigado para solicitação de férias e justificativa de falta do ponto eletrônico da SeadPrev.

Em fevereiro, o SEI foi estabelecido em decreto como sistema oficial para gestão de documentos e processos administrativos no âmbito dos órgãos da administração direta e indireta do Estado do Piauí.

Com a implantação do sistema, todo tipo de correspondência interna no governo, como ofícios, memorandos e despachos serão efetuados de forma eletrônica. “Esse sistema tornará a tramitação mais rápida, ganharemos muito em eficiência, além da redução de custos. Haverá um maior controle de tudo que é realizado pela administração estadual, onde haverá um procedimento padrão para todos os órgãos com a customização de documentos e treinamento para os técnicos”, explica Pontes.

Servidores terão prazo para conclusão de curso do sistema SEI

Membros do comitê setorial da Seadprev (SEI –PI) estiveram reunidos nesta terça-feira,19, na sala de reunião da Escola de Governo (Egepi), para tratar da mobilização dos servidores a finalizarem seus cursos disponibilizado pela Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). Para fazer inscrição no curso que tem avaliação e certificado, o servidor deve acessar o portal da ENAP, através deste link.

O secretário de Administração e Previdência, Ricardo Pontes, assinou portaria que torna obrigatória participação dos servidores da SeadPrev efetivos, comissionados, estagiários e terceirizados que exercem função administrativa em curso virtual do Sistema Eletrônico de Informação (Sei).

“Os servidores terão o prazo para concluir o curso on line até dia 31 de março. O curso vai capacitar as pessoas que atuam na gestão de documentos da SeadPrev para utilizar o sistema do  SEI,  facilitando o acesso de servidores às informações institucionais e proporcionando celeridade, segurança e economicidade após a sua implantação”, explica Ricardo Pontes.

O instrumento normativo estabelece também que a partir do dia 29 de março, o uso do SEI fica obrigado para solicitação de férias e justificativa de falta do ponto eletrônico da SeadPrev.

Entrevista sobre o SEI

Acompanhe entrevista da superintendente da Escola de Governo do Piauí (Egepi), Janaína Mapurunga. A gestora fala sobre as vantagens do sistema e o cronograma de implantação.

Governo lança sistema que institui processo eletrônico no Estado

O governador Wellington Dias apresentou, nesta quinta-feira (28), em solenidade no Palácio de Karnak, o Sistema Eletrônico de Informação (SEI), ou Governo sem Papel, que faz parte do processo de modernização e da reforma administrativa do Estado que trará mais economia aos gastos públicos. Nos próximos meses, milhares de processos que tramitam anualmente na estrutura administrativa do Executivo estadual passarão a ser digitais. 

A implantação do SEI garantirá duas grandes economias: a primeira na redução do tempo no trâmite processual, garantindo ao cidadão um retorno rápido das demandas; e, para o governo, economias no gasto com papel, impressão de documentos, postagens e combustível devido ao transporte de documentos. Além de estar contribuindo com a preservação do meio ambiente, pois não gera impacto ambiental. 

Segundo o secretário de Estado da Administração e Previdência, Ricardo Pontes, esta é mais uma etapa do processo de modernização do Estado e trará mais eficiência, agilidade, transparência e economia, considerando os gastos com material de expediente, despesas com transporte de processos, digitalização de documentos e tempo gasto. Para ele, o sistema será importantíssimo para dar maior agilidade nos processos de trabalho, como: fluxo de obras, compras, licitações e contratos, trazendo também resultados importantes para a sociedade. 

O processo iniciará em quatro órgãos: Secretaria da Administração e Previdência (Seadprev), Agência de Tecnologia da Informação (ATI), Procuradoria Geral do Estado (PGE) e na Controladoria Geral do Estado (CGE). Após esse processo inicial, o sistema se estenderá a todos os órgãos. A Seadprev e a ATI são os órgãos responsáveis pelo processo de implantação do SEI, cumprindo metas e prazos.

O sistema do SEI Piauí será regulamentado por um comitê central formado pelos órgãos: Procuradoria Geral do Estado, Agência de Tecnologia da Informação, Controladoria Geral do Estado e Secretaria de Administração e Previdência. O comitê também é responsável por organizar documentos e realizar cursos e treinamentos presenciais para os servidores que irão utilizar o sistema do SEI nas secretarias. 

Com a implantação do sistema, todo tipo de correspondência interna no governo, como ofícios, memorandos e despachos serão efetuados de forma eletrônica. “Esse sistema tornará a tramitação mais rápida, ganharemos muito em eficiência, além da redução de custos. Haverá um maior controle de tudo que é realizado pela administração estadual, onde haverá um procedimento padrão para todos os órgãos com a customização de documentos e treinamento para os técnicos”, explica Pontes.

De acordo com o gestor, o instrumento digital traz mais segurança, transparência e celeridade para a administração pública. “Nós também teremos a garantia de que o documento estará ali, possibilitando a rastreabilidade, as peças que foram inseridas, as alterações que foram feitas. Por meio do SEI se melhora o acesso à informação, sabendo quanto tempo um processo está em uma determinada unidade, o que nos possibilitará cobrar trâmites e decisões mais rápidas,” concluiu o secretário. 

Comitês recebem instruções sobre uso do sistema SEI

O Comitê Central, Comitê Local e Núcleo de implantação do Sistema Eletrônico de Informação (SEI) estiveram reunidos na ultima quarta-feira, 06, na Escola Fazendária da Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz-Pi), em um vídeo conferência com as servidoras do Distrito Federal, Rhiane Torres e Janaína Ferreira, responsáveis pela implantação do sistema naquela região. A reunião teve como finalidade obter esclarecimentos quanto ao uso do Sistema SEI.

De acordo com a superintendente da Escola de Governo, Janaína Mapurunga, o Comitê Central já está organizando documentos para curso presencial dos servidores que irão utilizar o sistema do SEI nas secretarias.

“Estamos solicitando junto à equipe do Distrito Federal alguns modelos de documentos padrões como manuais e decreto entre outras medidas, além disso, já estamos organizando toda questão de treinamento para os demais servidores manusearem o sistema”, explicou.

O servidor do TRE-PI/TJ-PI, Agnaldo Abreu, técnico que implantou o SEI em dois órgãos aqui no estado também participou da reunião e esclareceu pontos como a importância da capacitação, remuneração dos instrutores e também a importância do treinamento que é transmitir a filosofia do SEI.

Com a implantação do sistema, todo processo administrativo será tramitado por meio da tecnologia. A iniciativa vai gerar economia para o Estado, permitindo maior produtividade, rapidez, transparência e segurança aos trâmites administrativos.

Treinamento do SEI

O secretário Estadual de Administração e Previdência, Ricardo Pontes visitou nesta sexta-feira, 30, a turma que recebeu treinamento para gerir o Sistema Eletrônico de Informações (SEI) a ser implantado nos órgãos estaduais. O curso foi realizado na Escola Fazendária. Todos os processos deixarão de ser manuais e passarão a tramitar eletronicamente, gerando economia de papel e garantindo a celeridade e segurança dos processos.